Esse é o aplicativo LGBT que você DEVE ter no celular

Aplicativo LGBT

Viver em um país onde a discriminação contra a comunidade LGBT é gritante traz medo e insegurança até mesmo em um simples passeio na rua. Em média, a cada 25 horas, uma pessoa homossexual morre vitima de ódio e preconceito.

Em 2016, foram mais de 347 pessoas LGBT mortas de acordo com o GGB (Grupo Gay da Bahia) . O Brasil também se mantém no pódio quando o assunto é transfobia, sendo responsável por quase 40% dos assassinatos que acontecem em todo o mundo.

Como a internet veio para ajudar, foi criado o TODXS App, que reúne informações sobre organizações representativas, leis de proteção LGBT’s e ainda permite que os usuários façam denúncias de casos de homofobia.

Com versões para Android e iOS, o aplicativo é encontrado gratuitamente nas suas respectivas lojas.

Como surgiu a ideia?

Sua criação aconteceu após um episódio com um de seus fundadores. Ele foi expulso de um restaurante em Fortaleza por estar de mãos dadas com o namorado. Os agressores afirmaram que aquele era um “ambiente familiar”.

Como não sabiam de que maneira deveriam reagir, os rapazes “aceitaram” o argumento, porém, foram pesquisar e encontraram uma lei municipal que penaliza estabelecimentos comerciais que praticam discriminação a clientes com base em sua orientação sexual.

Denúncia na palma da mão

O aplicativo oferece uma função de denuncias contra violência, trazendo maior praticidade para nós, que sofremos com desamparo para fazer tais queixas.

Algumas pessoas já utilizaram do app para denunciar, sendo a maioria por agressões verbais e com menor número agressões físicas.

Com a firmação de uma parceria entre os idealizadores e a Controladoria Geral da União (CGU), todas as denúncias serão formalmente registradas. Isso traz muito mais visibilidade e proteção para toda a comunidade, que sofre diariamente com o preconceito tanto explicito quanto disfarçado de opinião.

Vários em um

O número de leis que protegem os LGBT’s varia de acordo com cada estado. Fazendo com que o Brasil não tenha uma diretriz única de proteção à comunidade. São praticamente vários países dentro de um único.

Em ordem os estados que mais possuem leis são:

  • São Paulo (93)
  • Minas Gerais (83)
  • Bahia (57)
  • Rio Grande do Sul (52)
  • Paraná (44)
  • Pernambuco (44)
  • Rio de Janeiro (42)
  • Goiás (27)
  • Mato Grosso do Sul (26)
  • Distrito Federal (16)

Porém, alguns estados com maiores quantidades de leis foram os que mais tivera assassinato LGBT’s. Com 49 mortes, São Paulo é o primeiro também na lista de homofobia, seguido pela Bahia, com 32 mortes, e Rio de Janeiro, com 30.